Planejamento Financeiro

Você tem a empresa nas mãos? Considerações sobre a importância do planejamento financeiro.

Planejamento Financeiro
26 de fevereiro de 2017 imeri

Na gestão dos negócios, é natural que executivos e empresários se prendam aos problemas do dia-a-dia e percam a visão “de cima” das companhias que gerem. As empresas de sucesso, todavia, investem significativamente em planejamento financeiro para construírem bases sólidas para a tomada de decisão e formarem benchmarks para mensuração da performance dos negócios.

O planejamento financeiro é de extrema importância tanto em cenários de crescimento, quanto de contenção de custos pois permite otimizar a alocação de recursos nas linhas de negócio mais rentáveis.

As perguntas abaixo podem ajudar a avaliar se a empresa tem seu planejamento financeiro sob controle:

  • Qual o impacto da inflação no meu negócio?
  • Como é o ciclo financeiro da empresa, a consequente necessidade de capital de giro, e como ele pode variar em diferentes cenários? Em cada cenário, terei que aportar capital adicional na empresa ou captar financiamento?
  • Quais as linhas de receita devem e podem ser priorizadas neste momento (tanto em termos de rentabilidade quanto de fluxo de caixa)?
  • Como se desdobra o impacto das variações cambiais em meu negócio?
  • O perfil de endividamento atual está adequado à geração de caixa prevista? E em um cenário de maior deterioração?

O planejamento financeiro responde a todas estas perguntas. Ele deve abranger não só os aspectos operacionais e econômicos do negócio, mas também os fluxos de caixa, com o devido cálculo das necessidades de capital de giro e ciclos financeiros. Estes últimos, muitas vezes recebem menos atenção dos empresários, mas podem fazer a diferença entre a sustentabilidade e desenvolvimento do negócio ou sua insolvência.

O planejamento também tem grande valor para estabelecer metas para os gestores da empresa.  Com isto, planos de remuneração variável e incentivos passam a ter objetivos claros e seus impactos podem ser dimensionados a priori.

Os principais benefícios do planejamento financeiro são:

  • Melhoria e redução de tempo no processo de tomada de decisões da gestão;
  • Definição dos objetivos econômico-financeiros da companhia;
  • Gestão dos recursos financeiros com maior eficiência;
  • Monitoramento de performance, com base para comparação entre o estimado e o realizado;
  • Alocação apropriada de recursos em cada projeto e área funcional da empresa;
  • Identificação de potenciais problemas antes que eles ocorram, notadamente riscos de liquidez e de alocação de recursos em projetos de baixo retorno;
  • Aumento da motivação e alinhamento do corpo gerencial com a performance financeira da companhia;
  • Estímulo ao exercício dos gestores para pensarem sobre o futuro, antecipando potenciais implicações de suas decisões.

Por fim, para um planejamento efetivo, a sua aderência ao plano estratégico da empresa e o envolvimento dos líderes das diferentes áreas é fundamental. Além disso, é importante que o planejamento seja feito de forma abrangente, mas não excessivamente detalhada. O modelo financeiro resultante do planejamento deve permitir facilidade de construção de diferentes cenários para as principais alavancas (fatores chave que influenciam crescimento, margens, geração de caixa livre) do negócio. Desta forma, o ferramental desenvolvido será útil para os gestores e acionistas em suas tomadas de decisão.